Tipos de PABX: quais são as principais diferenças entre eles?

21 de março de 2022

Saber quais as vantagens de cada um dos tipos de PABX ajuda a fazer a melhor escolha para a sua empresa, reduzindo os custos sem prejudicar o rendimento

 

As centrais telefônicas (tipos de PABX) desempenham um importante papel nas operações da maioria dos escritórios em todo o mundo.

 

Afinal, antes delas, era necessário que a empresa tivesse uma sala de operadores para gerenciar as chamadas dos funcionários e transferi-las por métodos analógicos. Essas pessoas também tinham que lidar com todas as ligações vindas de fora e enviá-las para as pessoas certas.

 

A plataforma PABX (Private Automatic Branch Exchange ou troca automática de ramais privados) veio para eliminar a necessidade de intermediários e hoje já conta com vários tipos.

 

Principais tipos de PABX

 

Para escolher a melhor opção para a sua empresa, é preciso entender o conjunto de recursos e capacidades que atendem às necessidades do seu negócio.

 

Os principais tipos de PABX disponíveis no mercado são:

  • Analógico
  • Digital
  • IP ou VoIP
  • Híbrido
  • Virtual ou na nuvem

 

PABX Analógico: vantagens e desvantagens

 

Como o próprio nome já diz, o PABX analógico tem a necessidade de um sistema físico.

 

Usando aparelhos padrão de telefones, cabeamento e conexões físicas, ele tem os mesmos benefícios de um telefone convencional, como a função de silenciar (mute), rediscar e colocar em espera.

 

Também possibilita o gerenciamento de chamadas internas e externas, transferências de ligações entre os ramais e permite a identificação de chamadas, bloqueio de ligações a cobrar e senhas para cada ramal.

 

O tipo analógico de PABX é confiável e oferece boa qualidade nas chamadas telefônicas.

 

Porém, entre as desvantagens estão a necessidade de aquisição de todos os meios físicos e a constante manutenção, o que encarece a operação.

 

PABX Digital: vantagens e desvantagens

 

O tipo digital de PABX oferece vários recursos avançados, ao mesmo tempo em que oferece a mesma qualidade de voz que os sistemas analógicos (ou até mesmo melhor).

 

Esse sistema se conecta com os recursos físicos do PABX analógico e oferece maior número de ramais, além de permitir que a ligação seja realizada por meio da operadora telefônica que fornecer a melhor taxa.

 

A configuração do PABX digital permite também a integração com computadores e tablets, sendo uma alternativa para call center e softwares de vendas.

 

Outra vantagem desse modelo é o custo mais baixo em relação à central analógica, mas também exige a aquisição de aparelhos específicos e a manutenção periódica.

 

PABX IP ou VoIP: vantagens e desvantagens

 

Já o PABX IP ou voIP (voz sobre IP) dispensa o uso de meios físicos como cabos, por exemplo.

 

Com ele, é possível fazer uso de ramais virtuais em dispositivos móveis como smartphones, tablets e computadores, por exemplo, pois utiliza a internet como meio de tráfego de voz e dados.

 

Assim, se a sua empresa tem colaboradores trabalhando remotamente, esta pode ser uma boa opção.

 

Além disso, o PABX IP também tem as funções dos PABX analógico e digital e oferece ainda a possibilidade de fazer reuniões, conectando conversas entre vários aparelhos.

 

PABX Híbrido: vantagens e desvantagens

 

Se a sua empresa já tem um PABX analógico e pretende modernizar as conexões, o PABX híbrido pode ser a melhor escolha.

 

Simplificando, ele é uma junção dos sistemas anteriores e decide, a cada ligação, qual é a alternativa mais econômica para realizá-la.

 

Desta forma, a infraestrutura física do PABX analógico é aproveitada, mas são adicionadas as funcionalidades mais modernas, trazendo escalabilidade e conectando ramais fixos, digitais e números VoIP.

 

PABX virtual (local ou na nuvem): vantagens e desvantagens

Esse tipo de PABX é o mais utilizado em empresas que estão em crescimento. A instalação é rápida e quase não há necessidade de manutenção, resultando em ótimo custo benefício.

 

Também oferece as vantagens do sistema digital, além de somar a possibilidade de se automatizar o atendimento, gravar as chamadas e gerenciar filas de espera.

 

Funciona como um software ligado a uma central virtual, que pode ser local (servidor) ou em  nuvem.