Dispositivos Android corporativos: O que você precisa saber a respeito!

15 de setembro de 2021

Quando falamos em dispositivos Android corporativos, é preciso ter uma série de cuidados, afinal, são máquinas que podem armazenar e tratar dados da empresa e de clientes.

Por isso mesmo é necessário que sejam adaptáveis, já que, desse modo, é possível programá-los para limitar o uso, evitando eventuais ataques ou vazamento de dados inadequadamente.

O fato é que em termos de dispositivos corporativos, não há uma configuração padrão ideal para todos.

Isso porque cada empresa tem uma realidade em suas demandas. Desse modo, este assunto continua sendo algo crítico e que requer especial atenção no mundo corporativo.

Um fator importante a se considerar é que a maioria dos dispositivos Android possuem uma configuração que permite executar restrições de acesso às configurações e em conteúdos em geral, como no padrão Kiosk, por exemplo.

Importância da gestão dos dispositivos Android corporativos

Hoje em dia, cada vez mais as pessoas estão buscando otimizar suas tarefas e seus utensílios.

Por isso mesmo muitas acabam adotando apenas um telefone para uso corporativo e pessoal.

No entanto, isso faz com que as pessoas fiquem com o aparelho vulnerável, já que no dia a dia podem acessar sites e arquivos que, por sua vez, podem acabar tornando o dispositivo um potencial alvo de ataque.

Mas a boa notícia é que esses dispositivos podem ser entregues aos funcionários devidamente configurados, com as restrições pré-estabelecidas e mantendo todos os dados importantes a salvo.

Isso é possível graças ao serviço de Mobile Device Management – MDM, ou gerenciamento de dispositivos móveis.

Uma equipe de profissionais fica responsável pela configuração do aparelho, entregando-o pronto para ser utilizado, sem que o colaborador corra riscos de colocar informações e dados em perigo.

Como funciona o gerenciamento de dispositivos Android?

A gestão desses dispositivos é possível graças ao suporte de um modo gerenciado no nível do sistema operacional exclusivamente destinado a aparelhos para uso corporativo.

Mas atenção: é importante ressaltar que isso é possível nos aparelhos Android 6.0 Marshmallow e posteriores.

A boa notícia é que, atualmente, já estamos na versão 12 do sistema operacional Android, de modo que a grande maioria dos dispositivos já se enquadram no requisito.

O modo de dispositivo gerenciado oferece recursos muito importantes para as empresas. Com a devida gestão dessa ferramenta, os benefícios incluem:

– Diagnóstico remoto e análise forense

Graças a essa ferramenta, é possível auditar remotamente a atividade em dispositivos ou depurar problemas para os usuários.

Isso é especialmente útil quando o aparelho é perdido ou roubado, ou então quando há alguma suspeita de uso inadequado do dispositivo.

– Proteção contra roubo

Quando um dispositivo é roubado, é muito frequente que se atualize e reinicie o aparelho, perdendo tudo que fora armazenado nele para poder revender.

Graças a esta função, não é possível reiniciar o aparelho, de modo que sua revenda fica comprometida.

– Gerenciamento do dispositivo

A possibilidade de gerenciamento do dispositivo permite que a equipe de TI aplique controles de gerenciamento a tudo o que acontece no dispositivo, da tela de bloqueio à criptografia, VPN à instalação do aplicativo.

É importante ressaltar, ainda, que é possível configurar o modo de uso do aparelho.

No sistema de gerenciamento do Android, os três modos de uso disponíveis são:

Dispositivos de Propriedade Corporativa

No sistema operacional do Android, ativa-se o perfil de trabalho garantindo que os usuários também possam utilizar outras ferramentas no aparelho.

Isso permite que o uso pessoal tenha um “modo separado” do uso de aplicativos e recursos voltados ao uso corporativo.

Isso é possível graças à possibilidade de visualizar o modo pessoal e o modo corporativo lado a lado, de modo que o usuário pode fazer a organização do modo que achar pertinente.

Mas mesmo com essa configuração à disposição do usuário, o time de TI consegue manter controle e rastreabilidade sobre o dispositivo.

Dispositivos Dedicados

Em alguns casos, quem faz a gestão do dispositivo pode bloquear alguns aplicativos na tela em aparelhos que são dedicados a um app específico, como kiosks ou perfis de trabalho.

Além disso, também é possível ocultar a navegação e as configurações do sistema para evitar distrações.

Essa é uma opção muito comum nos aparelhos de uso exclusivamente empresarial, em que os empregadores bloqueiam o acesso às redes sociais, já que isso resulta em perda de produtividade, em alguns casos.

Toda essa gestão ocorre de maneira remota, e o usuário não têm acesso à loja de aplicativos.

Resumidamente, para evitar o uso indevido, os dispositivos dedicados são totalmente gerenciados e pertencentes a um componente admin (o componente admin normalmente gerencia os usuários também).

Dispositivos apenas para uso corporativo

Aqui a configuração e as normas são bem mais simples: o aparelho se destina exclusivamente ao uso empresarial, portanto, o funcionário não tem acesso a nada que não seja relacionado ao seu trabalho.

Recursos de segurança

O padrão de uso corporativo dos dispositivos Android oferecem alguns recursos que aperfeiçoam a segurança do aparelho e dos dados armazenados.

De acordo com a Urmobo, alguns dos principais recursos incluem:

“Bloqueio de tela – Aplica complexidade mínima em todo o dispositivo ou apenas para o perfil de trabalho.

Criptografia – A criptografia de armazenamento está ativada por padrão e pode ser aplicada por política.

Lista de permissões de aplicativos – Uso do managed Google Play para fazer a curadoria sua loja de aplicativos corporativos. Você autoriza explicitamente quais aplicativos podem ser instalados em um dispositivo gerenciado para obter acesso aos dados corporativos.

VPN – Proteja o tráfego de aplicativos na rede por meio de uma variedade de opções de VPN, incluindo a capacidade de garantir que apenas aplicativos no perfil de trabalho possam usar a VPN, ou VPN em todo o dispositivo para proteger todas as comunicações.”

Fato é que o modo de dispositivo gerenciado do Android é a melhor maneira de usar o dispositivo para fins corporativos.

Se você está procurando por um serviço eficiente e que atenda a essas demandas, o MDM da Y3 é a solução ideal para o seu negócio! Entre em contato e conheça nossos serviços!